Não despreze os conflitos

Como viver é conviver, viver é administrar conflitos.

Ao nos relacionar, entramos em conflitos com estranhos, com nossos amigos, com nossos familiares e até conosco mesmo.

Apreciamos não passar por conflitos, quando na verdade deveríamos ser gratos a Deus por eles.


Os conflitos

Uma vida sem conflitos é nanica emocional, espiritual e intelectualmente.

Os conflitos nos fazem crescer.

Os conflitos nos fazem pensar com mais profundidade.

Os conflitos tornam claras as nossas ideias.

Os conflitos nos ajudam a perceber de que lado estamos e de que lado as pessoas estão.

Os conflitos afiam nossas espadas e nos ensinam a usá-los só em últimos caso.

Os conflitos mostram as pessoas em seu melhor momento e em seu pior estágio, quando elas exageram e faltam com o respeito pelo outro.

Os conflitos mostram também o pior e o melhor de nós mesmos.

Os conflitos nos forçam a tomar decisões, sobretudo sobre o que queremos ser.

Os conflitos nos fazem amadurecer, às vezes dolorosamente mais rápido do que gostaríamos.

Os conflitos acontecem no palco da verdade, não no cenário da mentira ou da hipocrisia.

Os conflitos são como espelhos em que podemos nos ver.

Os conflitos revelam os persistentes e os desistentes.

Os conflitos traçam os melhores retratos das pessoas realmente fortes, que são as que indicam, nos relacionamentos, com quem podemos contar.


Podemos resolver nossos conflitos sem pecar.

Assim, não devemos pedir a Deus para que não tenhamos conflitos, mas que nos torne sábios na convivência com eles.


Aquilo a que você resiste não somente persiste, mas cresce de tamanho.”- Carl Gustav Jung


Não resista a um conflito, trabalhe para soluciona-lo!


Como resolver conflitos?


Reconheça

Não mascare a situação, se identificou que é conflito, não tente “tapar o sol com a peneira”, não deixe para depois ignorando a situação, isso não diminuirá o impacto, o desconforto é inevitável, mas para a chegar a uma solução, deve-se empenhar esforço para que aconteça.


Identifique as causas

As razões são as colunas centrais que sustentam os conflitos. Identifique cada uma e tente montar um caminho até a raiz desse conflito. Normalmente os conflitos acontecem por: bens, relacionamentos, princípios, valores e território. Identificar a causa, certamente, o ajudará a resolver o conflito.


Brainstorming

Reunir os envolvidos em um brainstorming a fim de em conjunto chegarem a uma solução é uma possível forma de resolver a situação. Quando pessoas se envolvem para construir uma solução a chances de que se tenham uma conclusão definitiva são muito altas. “Ninguém em sã consciência destrói o que ajudou a construir”.


Referências

Pão diário - 2018 - 18 de Setembro - Israel Belo de Azevedo

Posts recentes

Ver tudo