Errei! Continuo ou volto atrás?

Segundo o escritor C.S. Lewis, no livro "Cristianismo Puro e Simples", a maneira mais rápida de progredirmos quando identificamos um erro, é voltando atrás.



Voltando ao início

Em seu livro, Lewis compara essa dinâmica de voltar atrás a um problema de matemática, onde quanto mais cedo identificarmos o erro, podemos apagar e corrigir e assim chegarmos ao resultado correto no final. Insisto, o meio mais rápido de progredir após identificar um erro é voltando ao início.


Comigo aconteceu assim:

Por várias vezes na minha vida identifiquei erros no meu percurso, porém continuei o trajeto achando que poderia corrigir os erros durante o caminho. Mas em todas elas fracassei. Passei por esses fracassos e confesso que esses momentos me deixaram muito, muito frustrado.

Com o passar dos anos e os erros se acumulando, comecei a criar manuais que usava inconscientemente na tentativa de corrigir os erros que cometia no caminho, mas no fundo sabia que para corrigir esses erros, o melhor seria voltar do início, mudar a perspectiva e fazer da forma certa.

Com o tempo ninguém pode!

Entretanto, o tempo passa rápido, eu sabia conscientemente e, quando parava para olhar pra esse tempo, tomava a decisão de não voltar ao início e tentava "trocar os pneus defeituosos enquanto dirigia". Esse julgamento precoce, feito pela ansiedade, nos enfraquece e continuamos na tentativa de correção do erro, que outrora era pequeno mas agora está cada vez maior, deve ser por isso que juntamos a esse momento, a expressão: "virou uma bola de neve".

Existe um provérbio que diz: "Há tempo para tudo, para plantar, para colher, para viver e para morrer." Mas é para não morrer que tomamos essas decisões.

Morrendo...

Às vezes subutilizamos a palavra "morrer", e esquecemos que existe morte enquanto vida, morte emocional, morte espiritual, morte dos sonhos. Os erros são como pequenas feridas em uma pessoa diabética, se não forem tratados com cuidado logo no início, podem ocasionar a perda de um dos membros ou até mesmo a morte física.

Temos a ciência, que a sabedoria é a inteligência aplicada, e que a sabedoria vem com o tempo, com as experiências boas e ruins, com a observação, com a multidão de conselhos, através das palavras de Deus na Bíblia, através de um bom livro ou de mentores que superaram erros similares ou dificuldades como as que temos.

Embora a forma mais sábia de aprendermos seja com as experiências alheias, parece que nós, seres humanos, estamos dispostos a aprendermos as lições mais com os erros que praticamos do que com as experiências ouvidas ou lidas. Mesmo quando sabemos que há buracos no caminho, é como se tivéssemos a necessidade de cair no mesmo pra ter a absoluta certeza.

Fim de Jogo

Eu acredito que voltar no início a partir de agora, pode nos dar a chance de viver o melhor o quanto antes. Como em um jogo de vídeo game a cada perda de vida ficamos mais perto do fim da vida. Mas só podemos ir para próxima fase, ou para o próximo nível, quando passarmos por todos os níveis e fases anteriores. Mas a vida real não tem "continue", nem sempre podemos reiniciar, mas Deus hoje dá a mim e a você, a oportunidade de aprendermos com os erros, a oportunidade de voltar e fazer a diferença.

Viva seu melhor, identifique os erros hoje, faça as mudanças agora.

O melhor da sua vida espera por você ao encontrar o resultado dessa equação.

37 visualizações