Não é falta de tempo, é prioridade!

Se você conhecer uma pessoa mais velha do que você e puder pergunta-la sobre qual seria o seu maior arrependimento, tenho certeza de que ela falará algo como: não ter me arriscado o quanto deveria, não ter aproveitado a vida como deveria, não ter falado para alguém dos seus sentimentos e talvez até de ter parado de falar com alguém.


Se você puder conversar com alguém que está desenganado pelos médicos ou que está prestes a morrer, você verá algo em comum e muito interessante entre elas: nenhuma delas, ou a maior parte delas, não se preocupa com o dinheiro que está para receber, sobre a promoção no emprego que virá na próxima semana, no carro que ela iria trocar por um mais novo depois das festas, ou nem mesmo do show do artista favorito que ela já comprou os ingressos e não poderá ver.


Sabe com o que elas se preocupam?


Com as coisas que não são palpáveis e que poderiam e deveriam ter sido feitas mas que geralmente por ego ou pela "falta de tempo” elas não fazem, porque ironicamente, acham que algum dia vai sobrar um tempo pra tudo isso e o que nós sempre nos esquecemos é que no final, o que nós não teremos é tempo.


O nosso tempo é algo escasso e nós não percebemos isso porque não costumamos mensurar o tempo que temos todos os dias. Nós olhamos para o relógio e não olhamos o tempo como deveríamos. Talvez por todos os dias vermos os números se repetindo num ciclo sem fim, tenhamos nos acostumados a ideia do: “amanhã começa tudo de novo”


Talvez essa sensação de que amanhã todo o “tempo” se repetirá e começará tudo de novo, nos dê a falsa sensação de que isso nunca vai acabar e em parte esse pensamento é certo, “o tempo” não vai acabar, agora o “nosso tempo”, esse tá passando e ele infelizmente acaba. E quando você se dá conta de que ele tá chegando ao fim, você percebe também que não há muito o que fazer. Não se pode voltar atrás e começar de novo, tampouco voltar e refazer alguma coisa que fez errado ou não deveria ter feito. Aí geralmente esse momento traz consigo um grande arrependimento, ou talvez vários deles.


Você começa a perceber que só tem uma vida e talvez a desperdiçou fazendo algo que não gostava, agradando mais aos outros do que a si mesmo, vivendo de acordo com a “vontade” dos outros mais do que fazendo o que você queria ter feito e de repente até viveu os sonhos dos outros que não eram os seus.


Nessa hora caro leitor, não importa quanto ou quão grande seja o seu arrependimento, de nada adianta, você não pode regressar, não pode retornar e recomeçar. Sua vontade de não ter feito, nada muda o fato de ter feito. Provavelmente seu choro não vai lavar sua magoa e você talvez se dê conta de que talvez algumas pessoas que você gostaria de pedir perdão talvez já não esteja mais aqui...


Quando cai a ficha de que seu tempo está acabando, as pessoas não pedem a Deus pra ter mais tempo pra poder trabalhar. Elas não querem um pouco mais de tempo pra tirar a limpo uma fofoca que fizeram dela. Elas não querem mais tempo pra poder comprar um celular novo que vai ser lançado no próximo semestre.


Elas querem mais tempo pra fazer as pazes com um irmão que já não se falam mais. Elas querem mais tempo pra ver mais algum pôr do sol que já não via há tanto tempo.


Elas querem mais tempo pra dizer o quanto amam alguém e o quanto esse alguém é importante pra ela.


Apenas isso, nada de bens materiais, nada de brigas. Muitas nem lembram se vão deixar algum dinheiro pra família ou não, elas querem apenas um pouco mais de tempo pra fazer o que poderiam ter feito há muito tempo e por muito tempo.


Então caro leitor, esse texto não tem a pretensão de lhe dizer o que você deve ou não fazer com sua vida, afinal ela é sua e ninguém mais além de você deveria cuidar dela, como foi dito no texto. Mas o que eu quero é apenas te fazer refletir que o seu tempo também está passando e te fazer refletir se você está aproveitando bem esse tempo que lhe resta.

Eu não quero que chegue um dia em que você se arrependa de não ter feito o que queria ou o que deveria ser feito. Não quero que um dia chegue o momento em que você perceba que seu tempo está acabando e sinta o arrependimento bater em sua porta. Quero que você esteja pronto para dizer que fez tudo o que tinha que ser feito e principalmente que fez tudo o que queria fazer.


Conclusão

Arrisque-se mais. Você só tem essa vida e nada é mais importante do que realizar seus sonhos. Faça um curso, faça uma viagem, se profissionalize, abra sua empresa, case-se e tenha filhos se quiser, se não quiser também que seja por decisão sua apenas. Faça a faculdade que quiser e não a que seus pais queriam fazer. Faça da sua vida a sua vida!


Apenas lembre-se do que está em Eclesiastes 11:09 Jovem, alegra-te na tua mocidade! Sê feliz o teu coração nos dias da tua juventude. Segue os caminhos que o teu coração indicar e todos os desejos dos teus olhos; saibas, contudo, que tudo quanto fizeres passará pelo julgamento de Deus.

32 visualizações