Melhorando a comunicação

Muitos conflitos poderiam não existir se uma boa comunicação fosse aplicada. Comunicar de forma clara e objetiva de forma que o receptor receba a mensagem em questão parece, mas não é algo fácil. Isso porque somos seres singulares e com muitas particularidades em cada um. Mesmo quando falamos o mesmo idioma, ainda assim encontramos barreiras na comunicação.

Vamos conhecer um pouco sobre os princípios da comunicação.


Os meios de comunicação mais universais são: Gesto e Fala.

Na pré-história o homem buscou formas de se comunicar através de desenhos e feitos em paredes de cavernas. Trocavam mensagens, transmitiam ideias.

Começando pela comunicação oral, que em sentido lato-sensu, exprimir toda a manifestação do pensamento que não se faz por escrito, temos a oralidade, que significa procedimento verbal. Ou seja, tudo que se comunica verbalmente.


Mas a comunicação não se dá somente de forma verbal, tudo em cada ser humano comunica algo. Desde a forma com uma recepcionista nos atende e como um determinado funcionário age até o que uma empresa publica em suas mídias sociais.


Nosso corpo fala e, em um conjunto de sinais da comunicação verbal, transmitimos uma profusão de mensagens através de expressões faciais, olhos e lábios, gestos com as mãos, postura física, ritmo do corpo, tom de voz no qual passamos muitas informações através da tonalidade, ritmo e inflexão. Tais formas de se comunicar não se expressam por palavras, porém, montam uma comunicação não verbal.


Em seu livro a Estratégia dos Signos, Lucrécia D’ Aléssio Ferrara, afirma “sobretudo revela o que queremos que pensem de nós”. Essas escolhas representam signos comunicacionais da ordem do não-dito, isto é, se constituem como formas de linguagem não-verbal altamente eficientes no mundo da comunicação humana.


Já que são tantas as formas de comunicação e muitas delas fazemos em nosso piloto automático, devemos aprender a desenvolver melhor as habilidades de comunicação. Abaixo algumas dicas de como desenvolver essa habilidade.


Confiança

Acreditar no que está falando é essencial, muitas vezes vemos o comunicador tentando passar uma mensagem que o próprio parece não acreditar. Seja sincero, deixe claro suas fontes são ou não confiáveis. Tenha certeza antes de falar para que não seja preciso corrigir o que foi dito. Mas caso seja necessário, tenha humildade para o fazer.


Desenvolver vocabulário

Tenho desenvolvido meu inglês, e algo que sempre me paralisa durante uma conversa com algum nativo da língua inglesa é a falta de um vocabulário para expressar o que quero comunicar. Ter domínio do significado das palavras que comunicamos é essencial. É claro que ter um vocabulário amplo não significa falar palavras longas e difíceis para construção de frases. Mas ampliar o nosso vocabulário é muito importante.


Leia mais, busque o significado das palavras e também sinônimos.


Aprender ouvir

No livro o Monge e o executivo encontramos uma abordagem muito interessante sobre a importância de ouvir. Neste brilhante livro vemos a importância que há no saber ouvir. Para ser um bom líder uma das habilidades primárias é saber ouvir, a comunicação pode ficar extremamente comprometida quando não se ouve com a devida atenção. Além de emitir mensagens negativas, tais como: desrespeito ao que está sendo dito e desvalorização da opinião alheia, muito possivelmente por julgar que suas falas e pensamentos são muito superiores aos de quem está falando.


Só interrompa a pessoa com quem você está conversando em momentos em que isso for realmente importante. Espere pelas respostas das perguntas que você fizer. Pode parecer algo simples, mas perguntar “como vai?” e esperar pela resposta, por exemplo, é uma cena rara.


Cuidado com a linguagem corporal

Entender que a leitura corporal precisa, envolve três regras básicas: ler os gestos em grupo, analisar a coerência entre o que é dito e o que é demonstrado por meio do corpo, e examinar os gestos no contexto em que ocorrem.


Como dito acima é muito importante conhecermos o que comunicamos com o nosso corpo, já que a maneira como sentamos, gesticulamos, mexemos as mãos ou desviamos o olhar ou balançamos as pernas pode ser um sinal de impaciência... Na comunicação a nossa boca pode estar dizendo uma coisa e nosso corpo outra.

Um exemplo disso é quando dizemos que não estamos com sono e bocejamos a cada 2 minutos.


No livro desvendando os segredos da linguagem corporal um ótimo capitulo enfatiza o quão sério é entender a linguagem corporal. Por exemplo no capítulo espelhando, é demonstrado que espelhar a linguagem corporal de outro é um dos melhores meios de estabelecer vínculos e criar relacionamentos.


Pratique as dicas acima

Desenvolver habilidades avançadas de comunicação começa com interações simples. Elas podem ser praticadas diariamente em ambientes que vão do social ao profissional. É preciso tempo para refinar as suas novas habilidades, mas sempre que forem usadas você se abre a oportunidades e parcerias futuras


Links para os livros mencionados neste post

a Estratégia dos Signos


o Monge e o executivo


desvendando os segredos da linguagem corporal


Se gostou deste post, não deixe de compartilha-lo com outras pessoas.


#desenvolvimentopessoal

#estrategia

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo