Crise ou oportunidade?

Diante de um cenário desfavorável, recomendo que não perca a fé nos dias melhores que estão por vir, descubra o plano de Deus para sua vida e colabore com Ele. Não fique apenas se lamentando, exaltando as dificuldades que está passando, mas movimente-se.



É inegável que uma crise política, financeira ou familiar, cria em nós um grande sentimento de desconforto. Mas na verdade para nós que cremos em Deus isso não é a diferença que nos abala, mas sim o que nos dá o devido rumo aos nossos maiores passos de fé. Mas fé também aponta para ação. Para movimento.


São nos momentos de crise que surgem grandes oportunidades de mudanças, mudanças essas que jamais seriamos capazes de realizar se estivéssemos em momentos de tranquilidade e abundância. Nesses momentos temos a oportunidade de aprendizado. São momentos que nos expulsam de nossas zonas de conforto, e, nos empurram para o nosso real propósito.


Mas uma vez que entramos em uma crise, não há como fugir, (no mundo vocês terão aflições, mas animem-se, eu venci o mundo, vocês também vencerão. - João 16:33) É preciso ter coragem, força interior, determinação, ousadia e acima de tudo, fé. Para que os obstáculos da vida não nos derrube e sim nos fortaleça.


Aproveite as crises para:


Descobrir seus verdadeiros amigos

É fácil termos ao nosso lado muitos amigos, quando vivemos dias de abundância, mas quando a crise chega, normalmente só ficam perto de nós os verdadeiros amigos. Identifique as pessoas que não se importam com o que você tem ou o qual forte você é. Amigos verdadeiros, nos dizem a verdade, são aqueles que se abaixam para nos levantar quando estamos caídos.

Em momentos de crise muito das pessoas irão te deixar e muitos outros se aproximarão para te ajudar, não reclame pelas pessoas que saíram de sua vida neste momento, mas atente-se para agradecer pelas que ficaram e pelas que chegarão em sua vida.

O Amigo ama em todo o tempo, e para a angustia nasce o irmão - Provérbios 17:17


Descobrir quem você é

Em momentos de crise, e adversidades demonstramos quem somos verdadeiramente. Aprendemos que o SER é mais importante do que TER, nossas máscaras caem, “pois, deserto não é lugar para atores” (Pr. Oswaldo Areas). Aprendemos que para SER, não é preciso TER.


Testar sua competência

As crises nos desafiam a demonstrar não somente o árduo trabalho, mas também a competência para gerenciar o presente momento que atravessamos. Entendendo que Jesus não permitirá que naufrague o barco que está sendo terrivelmente açoitado pela tempestade.

A nossa competência aqui é praticar a fé, e, deixar que as decisões sejam impulsionadas pela fé e influência do Espirito Santo, movido para dentro de nossas razões através de orações.


Identificar a diferença entre desejo e necessidade

Se a atual situação se encontra desequilibrada, é necessário parar e começar a cortar itens de seu orçamento e manter-se realista e saber que existem coisas que deverão ser adiadas e que algumas são meros desejos e não necessidades.


Existe sim diferença entre desejo e necessidade.


A satisfação de desejos sem critérios pode nos levar a situações que produzirão muito sofrimento.


Nos momentos de crise aprendemos a consumir primeiro por necessidade e depois por desejo, perguntando a nós mesmo, sobre a real necessidade de cada aquisição.


Lembrar mais de Deus

Existe no homem uma forte tendência de se afastar de Deus quando tudo vai bem. Em comunidades prósperas é comum identificar a DIVINIZAÇÃO do homem e a HUMANIZAÇÃO de Deus.


Se a crise é única coisa que te aproxima de Deus, APRENDA, pois só é possível mudar de fase quando aprendemos e passamos com sucesso por todas as dificuldades desta.


Seja humilde e grato. O orgulhoso será logo humilhado, mas com os humildes está a sabedoria - Provérbios 12:2


Um grande exemplo de como passar por uma crise, foi o de Jó, que passou pela maior crise que um homem poderia suportar. Sem saber qual seria o seu fim, manteve-se confiante que, de uma forma ou de outra, Deus iria dar uma solução para aquela situação.


Devemos reconhecer o poder e controle de Deus sobre nossas vidas, não importando o que temos, o que perdemos ou que nunca tivemos. Nossa vida não pode ser avaliada pelos momentos bons ou pelos de crise. Mas pela intimidade que temos com Deus.


Declare que o ano de 2020 será o melhor de sua vida, não apenas por que tudo vai dar certo.

Mas porque faremos o melhor, daremos o nosso melhor.

Deus acredita em você,

acredite nEle.


Fonte / Inspirado no post: Aprendendo com as crises ( Igreja do Nazareno Londrina )


#desenvolvimentopessoal #fé #crer

7 visualizações